Tio, me dá um link, eu poderia estar roubando…

O Fábio Seixas observou outro dia que não só há poucos links entre os blogs brasileiros, como há pouca gente lendo. Que o brasileiro não gosta de ler é um fato. O IBEI* em uma pesquisa descobriu que Buenos Aires tem mais livrarias que o Brasil inteiro. O que é curioso é que ele afirma que o brasileiro que gosta de escrever também não gosta de ler. Estava a ponto de constestar, quando me lembrei de um antigo projeto; cheguei a começar a constituir empresa, com uma amiga, íamos criar um jornal de bairro. O sonho dela era ser jornalista, dizia que adorava escrever. Quando perguntei qual seu diário favorito, ela respondeu que não lia nenhum jornal. Odiava.

Adiante ele reclama da falta de links. O Jônatas comentou a mesma coisa. Não só ninguém comenta nada, como ninguém linka pra nada. Mesmo quando o post é lido, o leitor não abre o bico. Qual o motivo disso? Tenho umas teorias…

Como acho que são dois motivos diferentes, vamos por partes.

1 – Comentários
Tenho posts com centenas de visitas e um ou dois comentários. Outros com menos visitas são razoavelmente comentados. A diferença entre eles? Os com muitas visitas sem comentários são… “ok”, “legais”, mas nada demais. Em resumo, são medianos, ou medíocres, como queiram. Mr Manson acertou na mosca com o post “é chato ser medíocre”, baseado em um excelente artigo do Fábio Cipriani no blog Serendipidade. Em resumo, mediano não vende. Mediano não chama atenção, pode ser correto, útil mas “não fez mais que a obrigação”.

Ninguém dá parabéns pra ascensorista.

O leitor só vai comentar se o post mexer com ele, para bem ou para mal. Os comentários do meu post com o vídeo do bispo macedo dando uma de Tio Patinhas rendeu ataques e defesas apaixonados. Já o link do Shockabsorber, com as tufas 3D saltitando resultou em toneladas de hits, e nenhum comentário. É um post ruim? Não, é interessante, mas não desperta grandes emoções. Mandado por MSN, resulta em um monte de gente dizendo “legal”. Só que “legal” não é o bastante pra alguém clicar no campo, preencher os dados, pensar em algo mais significativo do que “legal” e então enviar o comentário.

Esse efeito é geral. No momento que escrevo este texto, este artigo no Engadget não tinha nenhum comentário, já este aqui tinha 66 comentários feitos. Note que para uma audiência como a deles, 66 é um número ridiculamente baixo.

O comentário é um indicativo da relevância do post muito maior do que a simples visitação. Muitas vezes as visitas são irrelevantes. Imagine se estou falando numa mesma frase fotos exclusivas que tirei no sábado, do disco da Sandy e da pelada de sextas-feiras. Isso irá atrair um tráfego danado, mas sob falsa premissa. O leitor chega, olha e vai embora, em menos de 5 segundos.

2 – Link no blog dos outros é refresco
Existem várias situações que explicam a ausência de links e comentários dentro de posts, entre os blogs brasileiros. Vejamos:

2.1 – reblog
Aqui o bicho pega. Outra pesquisa do IBEI mostra que a maioria absoluta dos posts interessantes são copiados, ipsis literis, repetidos muitas vezes sem sequer citar a fonte. O “olha que legal eu achei” é opcional. Acontece inclusive com os grandes blogs, a mesma (ausência de) informação. Que dirá opinião. Muitos blogueiros escrevem, mas as teclas usadas são CTRL+C e CTRL+V. É o fenômeno do reblog. Já vi blogs de anos sem nenhum conteúdo original.

Note, não falo de plágio, como fizeram com o Glacial. Plágio a gente entende, um sujeito sem capacidade criativa quer postar algo, rouba o texto de outro, edita minimamente e publica. Tem um propósito. O reblog não. O agravante é que o reblog só vai citar um link se ele existir no texto original.

2.2 – status
O ego de alguns blogueiros só não é maior que o de alguns podcasteiros. Comentam matérias do Engadget, do BoingBoing, mas dizer que acharam algo de bom em um site como o do Ricardo Bánffy, é ruim. O cara escreve bem, já tem coluna no UOL, é um “concorrente”. Melhor não divulgar. Sim, o blogueiro nacional costuma enxergar o outro como concorrente, não como uma fonte de informação e diversidade de opinião. Escrever em cima de algo começado por outro parece não ser palatável. É o mesmo problema encontrado nos quadrinhos, a colaboração roteirista/desenhista não é tão comum aqui quanto no exterior. Todo mundo quer ser “dono” da história.

2.3 – tráfego
Ao colocar um link em um texto, existe a real possibilidade do leitor clicar nele e ir embora. Chocado? Pois é, essa é a função social dos links. Isso gera 3 tipos de textos:

  • Sem link nenhum
  • Links espalhados pelo texto
  • Links ao final do texto

Adivinhem qual o mais usado pelos blogueiros que não querem que o leitor vá embora…

2.4 – medo de polêmica
Sim. Existe uma cultura de que é feio discordar. Frases como “nunca vi um monumento em honra a um crítico” ou “se não tem algo de bom a falar sobre alguém, não fale nada” são frutos de nossa origem ibérica, paternalista. Sempre passamos a mão na cabeça. Dizer que alguém escreveu algo que não concordo é feio, muito feio. Não posso escrever um post contestando, o cidadão tratará aquilo como ofensa pessoal.

Também não é bom discordar de alguém de cujo trabalho você gosta. O Bánffy escreveu um artigo reclamando do Windows que absolutamente não se sustenta, alegando que o Windows é inferior por usar CTRL+C/CTRL+V ao invés do botão do meio do mouse, como seu Debian. Nunca ocorreu a ele que nem todo mouse tem botão do meio, e resumir todo um conceito de usabilidade a isso é ridículo.

Como é ridículo não achar qualquer artigo contestando racionalmente o texto dele.

Acho o Bánffy bem corajoso, aliás. O feedback costuma ser bem desagradável. Recentemente um post meu no MeioBit rendeu ataques pessoais de um outro membro do site, na velha máxima de que se não posso atacar as idéias, ataco a pessoa. Blogs, e mesmo sites, muito rapidamente gravitam para a mesmice. “deixa pra lá, melhor não comentar”.

Você discorda? Não vá pro comentário me xingando. Vou apagar, banir seu IP e te esculachar. Poste uma resposta, no SEU blog, de preferência racional, terei prazer em divulgar o link, como um contraponto. Infelizmente pouca gente faz isso, dá trabalho. Cansa. Melhor soltar um “viado!” no comentário e pronto.

Conclusão
Leia mais, fale mais, escreva mais. Aprenda a argumentar, gaste 5 ao invés de 1 minuto pesquisando para um post. Em todos os posts que vi sobre a Robô Feminina, todo mundo só falava do site da empresa que criou o robô. Quando fui escrever sobre o lançamento, 5 segundos de Google me trouxeram o site, acrescentando informação ao que seria só mais um reblog.

Linke, linke, linke. Não tenha medo de divulgar suas fontes. Mostre que você vai além da página de notícias de TI do Terra. (alguém ainda aguenta os lusoparlantes que só conseguem achar novidades lá e mandam links com 2 ou 3 dias de idade como se fossem a última novidade?)

Também não se preocupe com originalidade absoluta. Um assunto pode ter mais de uma visão, a sua é muito bem-vinda. Acabei de descobrir que o Leo escreveu um post exatamente na linha deste, posso processá-lo por plágio pré-cognitivo, posso apagar tudo em fúria por tempo perdido ou posso publicar do mesmo jeito, ciente de que é mais uma opinião, não a definitiva.

———————–
* IBEI – Instituto Brasileiro de Estatísticas Inverificáveis – Use como fonte sempre que precisar repetir algo que ouviu falar mas não tem paciência de pesquisar ou que acha que pode não ser verdade e assim enfraquecer sua argumentação. Para afirmações de ordem médica, use a ACF – Academia de Ciências do Fantástico.



Leia Também:

  • Legal… :)

  • Eu comento pouco porque leio tudo por rss no pocket pc, é muito mais prático.

  • Isso é verdade… Depois de ler esse port vou passar a me policiar mais… Um bom toque a todos os blogueiros.

  • Curiosamente eu leio mais que escrevo, a lista de fato fica meio escondidinha: http://www.interney.net/weblogs.php

    Pelo jeito eu ando na contramão de muita gente ai, tenho várias links em cada post e tenho o costumo de linkar avisando fonte (Dica do fulano) (Vi no Ciclano). Muita gente fala que meu blog é sem graça, é verdade existem vários mais engraçados, mas ele não é sem links ;)

  • É exatamente isso que trago em mente.

    Eu gostava de escrever filosofias cotidianas… mas como a inspiração fugia por meses, meses sem postar. Ou seja, fora blog. Mas juro que eram muito interessantes.

    Ja eu tenho uma filosofia bloguiana que difere da de muitos: "Não precisa comentar, basta que se informe com o que escrevo" . CLARO QUE os cometários são um incentivo e tanto, para continuar a vida bloguiana.

    Mas estou comentando aqui justamente pelo fundamento do seu post. risos*. É acabei de fazer um novo blog, e sabe como?

    bom, let me explain…

    Eu adoro, amo, dependo, respiro o digg.com. Pra mim é um site-blog perfeito. E é exatamente isso o que eu fiz. Criei um blog (bye-tech) no blogger.com com exatamente esse intuito (repare que minha repetição de palavras nesse comentário não é fruto da minha falta de português, e sim da minha euforia).

    Então, conforme faz o digg, criei um blog né, como disse, que tentarei postar com regularidade as coisas que vejo na internet.

    E adivinha como foi meu primeiro post?

    hahahaha … minha barra de favoritos do firefox (creio q vc gosta dessa filosofia de mostrar as fontes) e é isso q eu estarei fazendo.

    É com MUITA frequência que , ao mandar um link pra alguém no messenger, a pessoa: "como vc achou esse site?" … e minha resposta foram uns 15 links dos sites que mais visito e completei: "esses sites redirecionam em muitos links para outros sites bons, que assim por diante linkam para outros e para outros, outros…

    bom, como achei seu site extremamente inteligente nos posts que li rapidamente (e não comentei por causa da leitura dinâmica, ou seja, meu objetivo não era discutir idéias, e sim conhecer seu site), e criativos do tipo: quem lê sabe que isso veio da sua cabeça.

    Mas é isso risos*

    gostei do seu blog e colocarei no meu Hot-links do firefox =) e expalharei lá no meu blog e messenger. Pq? puxa-saco? não! é inteligene =D

    abraçõs, e a gente se vê por aí!

  • Legal, apoiado. :)

    Hehe, Ok, vou me esforçar o máximo possível para replicar essa opinião.

  • Olá, Cardoso!

    Estou chegando através do Cipri (Serendipidade). Seu blog é sensacional, parabéns!

    Eu também estou nessa 'campanha' pelos links e por mais interatividade entre os blogs brasileiros. Hoje estou postando sobre o 'egoísmo' do blogueiro brasileiro e tá todo mundo lá: Jônatas, Seixas, Cipri, um bando de blogueiros de peso e, vc tb não poderia faltar. Ainda mais depois que li este teu post. Adorei o título, bem espirituoso rsrs.

    Acredito que boa parte das pessoas nem chegam a entender do que estamos falando sobre linkar outros bloggers. Se tiverem paciência de ler, com certeza entenderão melhor.

    Tenho uma outra explicação (e bastante simplista)para os comentários. É mais fácil comentar abobrinha com abobrinha do que fazer feio se comentar abobrinha em post sério rsrs. Se vc fala alguma abobrinha, sobram comentários. Se o assunto é sério, brasileiro é preguiçoso e medroso.

    Anyway, quero vc nos meus favoritos (vou fazer isso 'djá') e quero estar aqui também ;)

    Ah, e por quê os links do bispo macedo Shockabsorber não estão funcionando?

    Te espero no BOB!

    Bjsss!!!

  • Pingback: Bender Blog » Blog Archive » Links cruzados (ou campanha pela interblogaridade)()

  • Pingback: Business Opportunities Weblog Brasil | Blogs da Mega Sena()

  • Achei genial esse post. Só bola dentro!

  • Cardoso, quem vc chamou de 'miguxa' no Serendipidade?

  • hhahahahah devia ter colocado "do exemplo duas linhas atrás" ou algo assim. Já postei um adendo…

    Não foi uma carapuça. Jamais chamaria você de "miguxa". Seu blog não preenche os requisitos necessários, que É ixCrevr Axim xxxxx e ter fotos de pôneis, muitos pôneis.

  • Pingback: Serendipidade - detalhes do post: Todo mundo escreve, ninguém lê... - Algumas vezes voc()

  • Ufa! Pensei que desta vez iria pendurar as chublogas.

    Bjsss!!!

  • Pois seguindo o seu comando ,já estou vindo do blog da Cris/Brasil Business.No meu blogue eu faço textos meus .Não copio e nem recebo ordens porque o meu blogue é justamente para desencavar a cabeça do que está me chateando.Tenho muitas visitas mas tenho também excelentes comentários.Vou a centenas de blogues e só não comento nos burros demais porque se o fizer eles( por serem burros) vão no meu e me esculhambam até a quinta geração.Já fiz experiência.Depois de nove meses blogando consegui fazer um grupo tão grande que fui obrigada a abrir outro blogue para caber todos os meus lincados.Qt a links no texto eu sempre pensei que se o leitor quiser ,procura para suplementar a leitura.Acho indelicado ficar ensinando e mandando o cara ir a algum lUgar.Mas a sua tese é interessante .Vou pensar nela .Como sou egolatra convido-o a ir no meu outro tb. Estou pensando em fazer neleum Brasil rumo ao hexa mas não está decolando.
    http://somagui.blogspot.com

  • falando em integração, e link entre blogs….

    check it out
    http://www.wired.com/news/culture/0,70631-0.html?…

  • Clap clap clap!!! (curtinho, mas você já disse tudo!)

  • Muito interessante o blog, caso permita, vou adicionar seu link la no nosso blog.

    Estamos começando agora, fazem 3 semanas e tudo que li servira, ao menos pra mim, como dicas, pretendo passar mais aqui.

    Sejamos criativos, sejamos curiosos, investigativos, informativos. ta valendo?

    Ta de parabéns,

    abraços!

    Fernando

  • Pingback: Brand Game » OOhhh, everybody is here, this is the jam of the year (ou *Estão chegando os tagu()

  • Pingback: Serendipidade - detalhes do post: Blogs são conversações - Algumas vezes voc()

  • Pingback: BlogBits Podcast » BlogBits Podcast #6 - Blogosfera Brasileira()

  • REALMENTE! CONCORDO COM TD Q VC ESCREVEU! EU TB LEIO MTO E ESCREVO MTO SÓ NO MEU BLOG. EU COSTUMO COMENTAR MTO NO BRAIN STORM, MAS SEMPRE Q HÁ UM ASSUNTO MTO POLÊMICO EU DESISTO… ACHO Q VOU SER APENAS MAIS UM FALANDO BESTEIRA.

    E SOBRE OS LINKS, REALMENTE, É VERO MEU CARO! COMECEI COM MEU BLOG DO NOEL HÁ 4 DIAS E MANDEI E-MAIL PRA ALGUNS BLOGUEIROS PROPONDO PARCERIA, MAS DE UNS 15 SÓ 3 ACEITARAM A PROPOSTA. E OS OUTROS NEM PRA RESPONDER COM O PQ…

    EU AINDA NÃO POSTEI NADA Q VI EM UM OUTRO BLOG, POR ISSO AINDA NÃO LINKEI NGM NEM NO COMEÇO, MEIO OU FIM DO POST. MAS ACHO ISSO UMA OBRIGAÇÃO DE TODOS.

    VAMOS LINKAR MAIS! LER MAIS E COMENTAR MAIS! MAS PRA ISSO OS BLOGUEIROS TEM NOS ATINGIR EMOCIONALMENTE PARA TANTO.

    BOM, É ISSO! COMENTEI DIREITINHO? VOU FAZER OQ VC DISSE. VOU MANDAR NOVAMENTE MINHA OPINIÃO SOBRE TAL ACONTECIMENTO E VOU LINKAR A MAIORIA DAS SUAS INDICAÇÕES Q ESTÃO NA MINHA BARRA ESPERANDO PRA SEREM LIDAS.

    VOU TE MANDAR UM E-MAIL TB FALANDO: "TIO, ME DÁ UM LINK? EU PODERIA ESTAR ROUBANDO…"

  • Excelente texto Cardoso. Duas coisas precisam ser acentuadas… A discussão qualificada de idéias ainda é algo que o pessoal precisa treinar. Seja em blogs, listas, fóruns e etc…

    E existe pouca conversações nos blogs pois muito deles escondem ou não habilitam o trackback. Uma ferramenta que, penso, aumentaria muito as conversações na blogosfera!

  • Marqz

    Mudanças:há um site português no Top 100 do Technorati.

  • Pingback: BlogBits Podcast #6 - Blogosfera Brasileira | Mobile Life()

  • Pingback: Minha terra tem blogueiros, que não sabem conversar | BrunoTorres.net()

  • Pingback: Sérgio Blog 2.3 - Mais web 2.0()

  • Pingback: » Blogs brazucas são simplesmente blogs » Rodrigo Muniz()

  • cara, parabéns pelo texto. Realmente muito bom..

    e pode apostar, tu está em meu gerenciador de feeds..

    Abraços

    Monthiel

  • Pingback: InterNey.Net()

  • Pingback: Fator W » A fantástica fábula dos caranguejos de Bloglopolis()

  • Muito bom o texto, muito bom mesmo.

  • Pingback: Blog InfoWester » Blogosfera brasileira em debate… nos blogs!()

  • Não esqueçam, amanhã terá eleição na praça, e terá muita gente importante:
    http://meulinux.blogspot.com/2006/04/eleio-em-blo

  • Pingback: Monthiel ‘Blog - Blog nosso de cada dia…()

  • Sempre fui leitor de blogs, principalmente do Ney, da Interney. Então, é o meu parâmetro por aqui, na blogosfera. Leio muito e quando encontro algo que me toca, comento e até indico.

    Sou conhecido por outro site e comecei a escrever para um público pré-definido então, pois vi o blog como um canal de comunicação com eles. E também, como uma espécie de depositário fiel do que penso ou vivo. Uma mistura, acho eu, de diário com literatura, filosofia, politica e outros que tais. De preferência, de lavra própria, oriundas de infomações gerais, não de uma fonte específica.

    É isso.

  • MC

    Viado! :-)

    Brincadeira, é uma boa cutucada crítica na galera.

    Vi o Chico Buarque uma vez falando sobre essa história de todo mundo querer ser lido, mas não ler. Ele se referia a escritores estreantes. "Quem você lê?" "Kafka e Dostoievski" "Mas e fulano e beltrano?" "Ah, não leio contemporâneos!"

    Não é à-toa que brasileiro gosta de samba. Não vem de "umbigada"?

  • Tranqilo Cara?

    Realmente não sei o seu nome ! :) .

    Gostei bastante do que tu escreveu.

    conclusão perfeita.

    Também dei uma cutucada sobre este assunto no meu blog. de uma visitada.

    FALOW !

  • Cardoso, meu blog não é bem um blog. Eu ainda tenho seção de links porque sou "conta antiga", mas funcionava tão mal que o próprio Multiply desativou para os "contanova". Meus blogs (minhas leituras) estão no delicious. "Ah, mas cumé que o camarada vai saber onde tá, e se ele não sabe o que é isso?" Paciência :(

    E eu realmente escrevi pouco, mas estou há algumas horas presa nesse blog…

  • pois é…

    concordo com seu post.

    estive pensando.. talvez eu não tenha o hábito de comentar nos blogs por lê-los como se fosse um jornal ou revista.

    acho que acabei me acostumando a não interagir.

    Por outro lado, não sinto falta de comentários no meu blog. Só deixo o sisteminha disponível porque vez ou outra me dirijo a pessoas em específico… e é bom que elas respondam no calor da leitura, se é que vc me entende.

    Reconheço que leio pouco blogs também. Sei que tem muita coisa boa por aí, mas não consigo me empolgar com essa interatividade da blogosfera do mesmo jeito que há uns 3 anos. As coisas eram diferentes.

    =P~

    já me estendi demais.

    abraço.

    • Felipe,

      Concordo com você. Eu já leio blogs há algum tempo e nem me passava pela cabeça de comentar. Eu realmente via os blogs como uma revista, TV.
      O engraçado é que eu também lia os comentários, mas não me ocorria que eu também poderia participar daquela discussão.
      Só comecei a prestar atenção nisso agora e estou tentando me tornar sociável na blogosfera.

  • Pingback: ValdeciBarbosa » Recesso.()

  • Pingback: Precisa de ajuda? Faça me sorrir » Revolução Etc - Web Standards em uma casca de noz!()

  • Pingback: Diario Brasileño » Blog Archive » ¿Qué ocurre con la blogfera brasileña?()

  • Eu copio mas sempre divulgo a fonte, afinal esse é o propósito do meu blog. :)

  • Gostei da proposta do debate! Por acaso encontrei o fio da meada procurando por uma definição de "trackback" — como bom neófito blogger que sou. Primeiro fui no blog do Elcio, onde achei a resposta, depois, num trackback, encontrei uma referência no blog do Walmar, depois no seu.

    Concordo plenamente com o propósito de estreitar o laço entre os bloggers, afinal o debate, quando bem contextualizado, promove o avanço. Contudo, acho que não dispomos de ferramentas para avaliar o cenário de modo preciso, a opção de examinar os fenômenos da blogosfera a partir dos comentários é equivoca por uma série de fatores.

    Para que eles (os comentários) sejam índices passíveis de manipulação, de nos dizer algo sobre os leitores ou o conteúdo ou qualquer fração da totalidade de um blog, seria preciso avaliar minuciosamente a relação entre muitos aspectos tais como: temas abordados, linguagem, características dos leitores, dentre outros.

    Não podemos passar de um blog ao outro considerando exclusivamente os números de comentários, hits e as estastísticas possíveis, sem avaliar a subjetividade presente (embora nem sempre acessível) no texto e na mente de cada leitor, sob pena de reduzir uma atividade criativa a um processo mecânico. Como você observou, é natural que diante de um tema polêmico, os comentários aumentem, e que num mesmo blog dois pots tenham relações estatísticas diversas — o que reafirma a minha idéia de que a unidade de análise dos blogs não pode ser o comentário, um vez que muitos aspectos de menor escala, mais maleáveis, podem alterar de maneira determinante a ordem das coisas. Tampouco podemos imaginar que uma revolucionária e simples abordagem científica do princípio da incerteza (por mais interessante que possa ser o tema) gere mais comentários do que um post que afirme "a morte de Deus" — considerando que ambos tenham a mesma média de audiência. Tudo isto apenas para demonstrar os sem número de elementos implicados e implícitos num blog, e sobretudo a maleabilidade e incerteza que temos diante de informações que nada nos dizem acerca do conteúdo subjetivo dos leitores. A própria estrutura da internet dificulta qualquer avaliação social em termos subjetivos, portanto, acho que o debate deve sempre se restringir ao estímulo, em preferência à análise, que diante da volatividade dos dados que dispomos, estará sempre situado no senso-comum.

    — Abraços

  • Mog

    Gostei muito dos seus textos.

    A sua perspectiva de ver as coisas é muito interessante.

    Convido-o a ver o meu blog e agradeço se der um comentário.
    http://historinhas-da-mog.blogspot.com/

    Mog

  • ótimo, só deixa eu copiar aqui….

    pronto, depois eu te passo o link pro MEU post/artigo sobre esse assunto… ^^

  • Gostei muito do post. Aprendi mais aqui que em meus 6 meses de blogueiro…

    E realmente os egos são inflados mesmo… Vai ver é a faixa etária majoritária fazendo peso…

    abraços

  • Perfeito! Há dias venho pensando nessa questão dos links, só não cheguei a organizar um post, até para evitar ferir sentimentos na web. heheheheh… mas a verdade é que tem muita gente boa que prega o velho "se o seu conteúdo for de qualidade, os links virão naturalmente", mas não linka nem o site da própria mãe. E não estou falando de peixe pequeno…

    Mas a cultura de não comentar é típica do brasileiro, tenho um blog em inglês que é bem menos visitado e, proporcionalmente, é mais comentado.

  • CELSO

    acho q vou vira blogueiro tbm…ja peogoueoi umas dicas aqui…

  • Alexandre

    Às vezes falar (escrever) muito pode tornar o texto vazio. É como o post sobre o pobre designer, não tem conteúdo. Já li diversos textos que só sabem "encher lingüiça".

  • Legal!Eu não costumo entrar em blogs,por isso raramente comento. O que me chamou a atenção, e me faz comentar aqui foi a parte do post 2.2 – status.No início de meu site, tinha em mente que não deveria fazer parcerias com sites do mesmo conteúdo, pois estaria enviando visitantes para os concorrentes.

    Mas resolvi testar e fiz parceria com um site com conteúdo parecido, com um site com um tráfego muito maior que o meu e o resultado foi rápido e eficiênte.

    Portanto, em todos os setores, não tenham medo de divulgar links de sites e blogs com o mesmo conteúdo, pois será bom para seu blogsite, para seu "concorrente", e principalmente para seus usuários, que terá uma diversidade maior de bom conteúdo, e com certeza, esse usuário que foi enviado atravez de um link, voltará ao seu blogsite, pois sabe que encontrará em seu site, bom conteúdo, e links relevantes.

    Um abraço

  • Pingback: Google mudando as regras de SEO | Lucrando na Rede()

  • Ah, certo. Tem poucos links.

    Então comecemos nós. Vamos trocar links. Me adicionem no blog de vcs: http://www.como-ganhar-dinheiro.net

  • João S. Magal

    Olá, Cardoso

    Leia e,se for o caso, participe deste meme (http://www.reporternet.jor.br/blog/?p=556)

    Abraços

  • Postei um link para o Contraditorium em meu blog.

  • Está aí algo interessante. Um pouco difícil pra mim já que não falo desses assuntos. Mas está claro que é muito útil e, não por acaso, como manda o bom senso.

  • Pingback: ESTADO DE ANIMAÇÃO SUSPENSA « Café pra dois()

  • Como diriam os marketeiros do Lula: -" Deixsa o homem comentar!"

    mas tem outra também, se for para comentar sem acrescentar nada, é melhor nem dar-se ao trabalho né.

    Blogueiros brasileiros tem uma mania de comentar dozendo apenas "legal, é isso ai mesmo"…

  • Pingback: A panela existe mas a tampa está aberta()

  • Postei um link para o Contraditorium em meu blog.

  • Concordo pelanamente… ninguém gosta de comentar mesmo…

  • Achei ótimo o artigo, as técnicas apresentadas apresentam um conteúdo novo, raro na maioria dos blogs, com sua licença vou copiar esse artigo, mas prometo não reblogar, vou copiar para ler todo ele off-line….. heheheh….. talvez aproveite um dia algumas coisas mas prometo não copiar em meu site icommercepage.com. Temos também alguns artigos proprios que gostaríamos que todos conhecessem. Um abraço

  • Pingback: Deusario » Arquivos » Blogosfera ou Arquipélago? Porquê Você Bloga?()

  • evenkelly

    como voce esta ai em são paulo

  • olha, vai parece um absurdo,estou a mais ou menos uns trinta minutos
    tentando escrever um comentário.será que é o medo de falar o que
    penso ou é o medo de infringir as regras colocado acima ?
    o que você fala tem sentido,poucas pessoas se arriscam a fazer um
    comentário, ainda mais, quando se é tirado o direito de livre expressão
    no passado sofremos com a censura que prendia e matava em nome da boa cultura. se a internete começar a colocar regra em tudo.Adeus liberdade! espero que isso não venha acontecer. Continue escrevendo
    que você é bom no que faz.
    Abraços!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Pingback: Os tagueadores estão chegando. Estão chegando os tagueadores.()

  • Pingback: Nerdson não vai à escola » Hyperlink, a crise social()

  • Gustavo Marcio

    Entao vamos lá…

    cai de para-quedas aki vindo do blog do nerdson – http://nerdson.com/blog/hyperlink-a-crise-social/ – e me dei ao trabalho de ler tudo (e juro q nao me arrependo)… na realidade, assino em baixo. Infelizmente, criticar é facil, fazer uma critica embasada e construtiva, mesmo falando mal, é extremamente dificil..

    parabens pelo post.

  • Pingback: A Nova Sociedade « Blog do Bonomi()

  • Verdades verdadeiras, na época em que eu tinha um blog 'ilegal' em mais de 170 posts, apenas 4 ficaram sem comentários, e mtuitos comentários, agora que tenho um site com informações, sobre as bandas, reportagens, algumas exclusivas, e ele não é mais 'ilegal' a coisa já não é assim. Blogueiro brasileiro (e não só ele) é foda viu.

    Mas foi bem 'legal' :)

  • Pingback: pai gow poker linea pai gow poker portales internet pai gow()

  • Pingback: country music ringtones free country music ringtones()

  • Pingback: achat jeu de poker()

  • Pingback: O filme dos Smurfs e os miguxos implorando links()

  • NeO

    Realmente, a maioria das pessoas lê e não comenta, e os blogueiros publicam o que copiaram de outro lugar.

    Nos meus posts eu costumo ESCREVER, sem copiar, e quando copio algo, sempre tem link. Afinal, se alguém copiar um texto meu eu ficaria agradecido se linkasse. Porquê não fazer o mesmo então?

  • Gostei muito deste texto, ele me fez pensar e refletir sobre mais algumas coisas, que culminou em um post do meu Blog que tem link para esse texto seu. To passando para avisar isso e bem; da uma passada lá se quiser.
    http://discursohumanista.blogspot.com/2008/06/ter

  • Pingback: euro poker gratis()

  • Lucy

    Bom, só quero acrescentar uma coisinha…

    Bom escritor nasce de bom perquisador que nasce de bom leitor que não lê qualquer coisa mas lê todas as coisas. Não é só na net q vc aprende. Livros, jornais, revistas…
    Ler deve ser um prazer antes de tudo. Creio que o nosso erro está em não apresentarmos a leitura como uma atividade gostosa, que alimenta a imaginação, que dá prazer. O brasileiro precisa descobrir a leitura e esquecer a cópia, o google, o yahoo…

    Abraços,
    Lucy

  • Aloha!

    Engraçado… As pessoas querem falar sem ouvir…
    Se bem que agora tá tendo mais sebo do que livraria, se fomos reparar. O povo nem quer gastar grana demais com livros… Aff…

    Estou começando ainda a postar outros links de blogs, apesar de eu criar os meus apenas com minhas idéias, na maioria dos casos…

    Aloha!

  • Cara, muito boa a matéria. Interessante mesmo. ADorei conhecer as Duas novas siglas. ACF é foda demais. Parabéns, me deu outra visão para como buscar a divulgação do meu blog. Obrigado e abraço.

  • É incrivel mesmo, algumas pessoas gostam muito de escrever mais não gostam de ler, eu acredito que isso é quetão de um pouco de egoismo,tipo: muita gente gosta de falar suas opniões mais quase ninguem gosta de escutar as dos outros.

    mas deixo aqui o meu link.

    Show de mágica – clique aqui e aprenda mágicas fantásticas com o mágico Richard – Show de mágica, para adultos e crianças

  • Claudio Emanuel

    Eu freqüentei e freqüento alguns fóruns feitos por fãs de anime & derivados, onde o pessoal neles não entendem por que têm a obrigação moral de linkar as fontes dos textos CTRL+C, CTRL+V que usam para começar as discussões de opiniões dos respectivos tópicos.

    Eu reclamo da ausência desses links e sou taxado de chato, de flamer, de sujeito com o maior mimimi do fórum…

    Tento fazer os melhores tópicos que posso, colocando vários links relacionados, quando possível, e deixo minha opinião bem clara sobre o assunto do texto que copiei e creditei, mas isso não me garante o maior número de opiniões, já que meus tópicos são evitados pelo volume de texto sem figura, isso sem falar que o pessoal desse tipo de fórum aparenta querer a primazia de postar uma notícia copiada como se fossem deles, para obterem o maior número de posts do fórum e ter algum "reconhecimento" nele.

    O engraçado é que esse tipo de indivíduo é flooder mas não se reconhece como um, além de aparentar não ter uma opinião própria.

    Esse tipo de coisa, junto com certas panelinhas desse tipo de fórum, que envolviam até administradores deles, foram o que me desestimularam a escrever mais tópicos originais nesses fóruns e acabei preferindo ler e comentar o conteúdo de bons blogs, como este e o excelente MeioBit.

  • Edney,se tiver um tempinho,dê uma olhada em meu blog.Ele tá horrível.Hehe!

    Bem que você poderia me dar umas dicas,agradeço!Leio muito e escrevo muito ,mas não entendo ainda alguns termos dos blogueiros.

    Um abraço!

  • Adorei o post,tudo o que você disse é verdade.O brasileiro só pensa em si,e o resto é concorrência.Claro que na blogosfera não poderia ser diferente.Mas o certo é divulgar as fontes,pois isso passa confiabilidade aos leitores do seu blog,e ao mesmo tempo gera mais visitas para blogs que merecem essas visitas.Parabéns,continue assim,publicando posts de qualidade e nos fornecendo informação!!!

  • Cardoso, você é o meu herói.

  • Sei lá, o que um blogueiro faz nessa hora?

    Adorei o post, li ele todinho, me bateu vontade de comentar, li todos os comentários e pronto tudo que eu tinha pensado em falar, já havia sido falado.

    Tenho duas opções, dizer: "nossa muito bom, ficou legal" (mesmo que seja a mais pura realidas) e ser taxado de mente pequena, ou tentar espor o que eu achei do post, sem ficar parecido com os comentários anteriores.

    É complicado, como meu blog pode ser considerado como "Novato", não estou por dentro de tudo que se passa na blogosfera, e acho que toda pessoa normal tem um pouco de receio de comentar um texto bem escrito e pagar papel de trouxa.

    A alguns dias, comversando com um dos poucos blogueiros, que tenho em meu msn, comentei sobre o Contraditoriun e sobre o quão interressante eu achei. Sabe que este blogueiro amigo meu me disse? Olha toma cuidado com o Cardoso, ele é meio exentrico e mau humorado, se for comentar no blog dele, seja criativo. Agora pensa, você ja tem anos, digamos, de carreira, e eu um novato na rede, me mandam ser criativo para comentar no seu blog. Mesmo morrendo de vontade de comentar a unica coisa que fiz, foi colocar seu blog no meu link love. Pode se dizer que sou um blogueiro criado pelo Blosque, a Nosph…, meio que é muito critica, com relação a novos blogueiros, é um tal de pessoas pedindo link como se fosse esmola, é plagio, é tudo. Teho medo de fazer contato com outros blogueiros, e eles acharem que meu interesse, é uma medida dezesperada, de ganhar um link.

    Acho que é isso!

  • Muito legal o seu post! muito instrutivo! legal mesmo! (Tô tentando colocar um comentário substancial pra mostrar que eu realmente gostei do post mas tô sem criatividade. Acabei de postar, e meu cérebro ainda num se recuperou) continue com bons posts! :D

  • legal… mentira, foi realmente muito bom o post.

    Talvez uma das coisas que ache mais triste no comentado é sobre a questão egoísta dos Blogueiros. Não querer 'linkar' para não respaldar o outro é assumir muito a sua mediocridade.

    Costumo colocar muitos links no meu blog, talvez por achar a postura contrária um besteira, talvez por entender que tudo o que sei e mesmo o que criei foi através de influências anteriores. Talvez também seja porque meu bloguinho é pequeno então não faça diferença.

    Só sei que 'linko' e principalmente, leio bastante por aí.

  • O post me esclareceu muito das deficiencias que se encontram na blogosfera. Esse mundo a parte é novo pra mim, hj ja considero ter "nascido"errado pois entrei na rede escrevendo ao invés de lendo. Msmo tendo criado um blog de poesia que considerava uma situação diferente, agora vejo que os conceitos ainda são os mesmos. Tentarei encontrar certo equilibrio agora, e qm sabe aderir a campanha com algum trabalho referente ao assunto. Não a problemas em rimar para abalar o leitor e incentivalo a divulgar a campanha. ^^

  • Reblog e medo de polêmica são reais. O pessoal age loucamente com o copiar/colar, mas dependendo das circunstâncias nem me importo muito (o que não quer dizer que eu nunca tenha denunciado algum plágio de posts meus por aí).

    Agora quanto ao "medo da polêmica" até que tenho dado sorte na maioria das vezes. Fiz bons amigos desse jeito… talvez eu tenha pegado leve ou apresentado um contraponto legal (vai entender?)

    Excelente post!

  • Só o titulo do post já me fez rir muito e realmente tem muitas pessoas assim na internet implorando visitas acho o cúmulo isso.Esses dias numa conferência virtual vi uma pessoa fazer spam no chat pedindo "visitem meu blog" visitem meu blog nossa o pior é que ele é meu amigo mas eu disse a ele que isso é a morte, porque mesmo que as pessoas visitem o blog dele jamais elas irão por vontade própria e só será mais uma banda consumida do seu servidor e não terá benefício nenhum..

  • Parabéns mesmo pelo post sempre que tiver novidade quero ser avida obrigado

  • Belo post!

  • Excelente artigo, Cardoso.

    Para nós blogueiros é muito importante sabermos formas de conseguir links e seu artigo deu ótimas dicas.

    Parabéns .-)

  • Sergio Serade

    é legal ver postagens antigas rs
    realmente os links foram importantes nesta época.

  • Um artigo Dinosaurio!!

    Dicas excelentes para quem quer gerar links de relevância para seus blogs.

    parabéns!