JLA44sewing

Ei Hollywood, eu quero meu sexismo de volta!

 

Para evitar que este texto seja levado a sério demais, confundido com white knighting, e para expulsar as feministas de Tumblr, a bunda da Scarlett Johansson.

EXPOSTAS.com scarlett (3)

OK, continuemos.

A internet está vivendo uma histeria do politicamente correto que, corroborando a Teoria da Ferradura torna o discurso liberal progressista indistinguível do mais radical extremismo conservador. Hoje tanto Felicianos da vida quanto militantes GLSBTPQPIDKFA+ defendem que gêneros e orientação sexual são 100% opcionais e voluntários.

Segundo esses doidos para ser transsexual você só precisa dizer que é, não precisa sequer experimentar disforia de gênero, que é “A” característica que define uma pessoa transsexual. 

Sabe o fetiche masculino de transar com lésbicas? É possível, se você mesmo homem se declarar mulher e lésbica. Achará uma militante radical que entenderá seu pinto como “falo lésbico”, pois dizer que pênis -pênises- pintos são órgãos masculinos e pepekas são ógãos femininos na cabeça dos militantes radicais não é biologia básica, é transfobia.

Essa militância criou uma patrulha que, como os mais abjetos racistas julga pessoas baseadas em aparência, raça e cor da pele. Mesmo atrizes como Zoe Saldana e Hale Berry são julgadas pela militância pois não são “negras o suficiente”.

Filmes de super-heróis, que estão na moda são especialmente cobrados, mesmo quando não faz sentido. Mesmo Agente Carter, uma série maravilhosa com uma heroína chutando bundas não é “boa o bastante”. Ela passa a série toda brigando com a Hydra E com o sexismo dos Anos 40/50, mas um chato de Internet cobrou “diversidade”, quer que incluam mulheres negras na série.

Sim, afinal se há um lugar onde mulheres negras vão ser respeitadas como agentes secretos e cidadãs é nos EUA dos Anos 40/50.

O sexismo e o racismo foram e são reais, apagar no gibi não vai fazer com que deixem de existir. Chegaria a ser desrespeito mostrar uma personagem negra naquela época em posição de poder, respeito e não sofrendo qualquer tipo de discriminação.  Querem o quê? O excelente The Knick, mas com o médico negro no começo do Século XX não sofrendo preconceito?

A Marvel está fazendo um excelente trabalho. Agentes da SHIELD tem um elenco altamente diverso (mas não o bastante, cobraram uma personagem trans) sem ser panfletária e sem que isso afete a história. Vingadores e Capitão América fugiram do óbvio, Falcão e War Machine chutam bundas, Maria Hill manda muito bem e a Viúva Negra é muito mais que uma bunda.

É um equilíbrio onde não há mais o sexismo constrangedor de antigamente, mas homens e mulheres podem secar atrizes e atores, sem culpa. Sim, a Lady Sif é gata, Sim, a Scarlett é um avião(zinho) e a Feiticeira Escarlate é a bruxinha que era boa bagarai.

Elizabeth-Olsen-on-The-Avengers--Age-of-Ultron-Set-Photos--15

As meninas não reclamam disso e nós fingimos que não percebemos que o Thor todo filme aparece sem camisa, que o Capitão América exibe seus músculos suados toda hora e que até o Loki é usado para atiçar a mulherada. Você acha que sua namorada topou tão fácil assistir X-Men por causa da história ou porque você confirmou que “tem Wolverine sim”?

Infelizmente esse sexismo moleque, esse sexismo de várzea está sendo ofuscado por um sexismo nefasto, que visa eliminar mulheres da Face da Terra, algo que convenhamos não é muito promissor.

Esse sexismo nefasto vem do ramo mais conservador idiota e retardado da indústria: Os marketeiros de brinquedos. Esses caras, que parecem uma sala de criação de Mad Men decidem o que vai e o que não vai pro ar, quais séries animadas devem ser criadas para promover quais produtos e principalmente quem sai do ar.

He-Man e outros desenhos foram cortados no auge, quando as vendas de brinquedos saturaram e os fabricantes queriam empurrar novos modelos. Sim, as séries são escritas de trás pra frente, o fabricante cria o design do brinquedo, os roteiristas então inventam os personagens.

Uma vítima disso foi o Earth Mightiest Heroes, desenho animado dos Vingadores, excelente. Foi cancelado para que outro desenho, de apelo mais jovem fosse lançado, pegando carona no filme d’Os Vingadores.

A maior e mais imbecil decisão foi o que aconteceu com Young Justice, outra excelente série.

j

Ganhar um Emmy não foi suficiente, quando as pesquisas mostraram que a série era popular entre meninas, foi cancelada.

Paul Dini conta que ouviu de executivos do canal “não queremos meninas assistindo o programa”. A ordem era literalmente colocar as personagens femininas em segundo plano, e quando os roteiristas ignoraram e começaram a fazer histórias com as mulheres protagonizando, veio o machado.

O argumento é que meninas não compram brinquedos. O que é um argumento boçal para qualquer um que visita a ENORME seção feminina em qualquer loja de brinquedos. Pombas, um boneco -desculpe, action figure- nada mais é do que uma boneca com roupa diferente, e sem pepek-viu? São mais iguais ainda.

Se as meninas não compram tantos brinquedos é porque eles não existem. Há pouquíssimos brinquedos de super-heróis para meninas, e menos ainda com personagens femininas. E a culpa é delas por não comprarem?

Pensei que fosse simples entender isso, aí os licenciados da Marvel, em 2015 fazem esta merda aqui:

 

aveng

Reconheceu? É de uma das cenas mais legais de Vingadores: Era de Ultron: Capitão América chega em um Quinjet, desce com uma moto e vai atrás dos vilões. Aqui, deixe-me relembrar:

blackwidow.0

Isso mesmo. É a porra da Viúva Negra na cena, mas os marketeiros tem tanto horror à idéia de que alguém possa gostar de uma personagem feminina que a removem da própria cena, na hora de fazer o brinquedo.

Isso é… ridículo. É chamar as crianças de retardadas. Acredite, elas viram o filme, sabem que é a Viúva nessa cena.

Eu acho patética a cobrança de cotas em filmes, em primeiro lugar deve vir a história. O ator deve ser adequado ao personagem, ponto. Michael Clarke Duncan foi um excelente Rei, mas Denzel nunca seria um bom Peter Parker. Só que há uma enorme distância entre não querer que militâncias estraguem histórias em prol da “diversidade”, e aceitar que bons personagens sejam apagados por sexismo histérico.

É isso que a indústria de brinquedos está fazendo. E quer saber, Marvel? Você é conivente. CO NI VEN TE. Todos esses brinquedos são revisados por um monte de gente antes do OK final,  e como o dinheiro é muito ninguém quer antagonizar com perguntas inconvenientes, tipo “cadê a Viúva Negra”.

É errado, é um retrocesso. Em 1967 a Tammy vendia bonecas da Mulher-Maravilha.

ideal_wonder11woman1967aIsso uma personagem que nos quadrinhos quando se encontrava com outros heróis se dividia entre ser secretária…

super secretary 1e serviços gerais…

JLA44sewingNem EU era nascido e já vendiam bonecas da Mulher-Maravilha, presumivelmente para meninas.

e20e236154ce15b884d6452a5caf60e5

Agora vem a Marvel, 50 anos depois, cria um puta universo com mulheres chutadoras de bundas que agradam a todos os fãs, mas na hora de soltar o brinquedo roem a corda e assumem uma postura mais conservadora que fabricantes de brinquedo dos Anos 50?

E não, não foi caso isolado. Veja este set de figuras do Guardiões da Galáxia: Notem a ausência da Gamora:

4004628-dsc08968

Meus parabéns, Marvel, parabéns mesmo. Colocam um vaso de planta mas a mulher verde é desnecessária.

Sua estratégia de apagar personagens femininas está indo de vento em popa. Espero que ao menos tenham a decência de remover as personagens dos filme,s também, para não frustrar as crianças que porventura cometam o pecado de gostar delas e querer brinquedos.

De resto, respeito. Vocês conseguiram com que a Viúva Negra se tornasse mais invisível que a Mulher Invisível, de quem aliás vocês vendiam bonecos, nos Anos 60.

iw

 

 

 

 

 

 



Leia Também:

  • Será que ela faz agachamento?
    Talvez eles não coloquem as personagens femininas porque os pais têm horror à vaga ideia de ver meninos brincando de boneca. Imagina que absurdo.

    • Se os pais fossem aqueles que comprassem os brinquedos…

  • Daniel Almeida

    Texto genial.

  • Maíra dos Anjos

    E vc conseguiu de novo. <3

  • Ricardo Soares de Oliveira

    Enquanto isso a Barbie vem com aquelas BOSTAS de “filmes” em CGI feitos no GIMP (e a Globo compra todos pra ficar reprisando em Sessão da Tarde)…

  • Cardoso mentindo a idade sobre não ter nascido no tempo da série da Mulher Maravilha, quando ela estreou em 1975. :)

    (maravilhosa Linda Carter)

  • Fernando Lorenzon

    Essa boneca da mulher invisível é demais!

  • José Robson Venturim

    Só eu que pensei em um blister da mulher invisível sendo vendido vazio?

  • cquintela

    Esse lance de cancelar animações por não vender brinquedos é foda mesmo. Até hoje sou “viúva” da versão nova dos Thundercats que saiu do ar após uma temporada pelo mesmo motivo.

    Verificaram que a média da faixa etária da audiência beirava os trinta anos e isso não movimentava a venda de brinquedos.

  • Flávio Bello

    IDKFA, i see what you did there…
    ótimo texto Cardoso, mais uma vez parabéns!

  • Teus textos me inspiram, grande Cardoso. É um humor mais ácido e certeiro que só não vira Stand Up Comedy, por que vai além da capacidade cognitiva do grande público. hahaha

  • Falando nisso, são raras as peças publicitarias, camisetas, bonecos e etc em que vemos a Viúva Negra ou o Gavião.

  • Martin Juan

    “Sim, afinal se há um lugar onde mulheres negras vão ser respeitadas como agentes secretos e cidadãs é nos EUA dos Anos 40/50.”
    Neófitos em História não captarão a ironia, Cardoso.

    ***
    Na segunda guerra, somente soldados negros integravam os batalhões norte-americanos de retaguarda, que deviam recolher e enterrar os brancos mortos em combate.
    Está nos livros de História.
    Além disso há o incidente Owens, das Olimpíadas de 36; que você comentou brilhantemente em post anterior, não lembro o título nem a data. (Este Dr. Alzheimer…!)

    Nem preciso dizer que gostei deste post. Se não tivesse gostado, não teria comentado.

    V.L.& P.

  • Menino brinca de boneco, não de boneca. Essa é a lógica usada no Paleolítico.

  • Martin Juan

    E a Supergirl? Como é que fica?
    Nem vou falar dos brinquedos.
    A DC a matou em Crise nas infinitas terras, mas teve que resuscitá-la em Smallville e nos quadrinhos.
    Quanto a negros para preencher a cota do sindicato?
    O Jimmy Olsen da Supergirl da TV é negro.
    Parece que a senhora Olsen andou traindo o marido com um habitante da Tanzania.
    E nem vou falar dos filmes de Batman onde Vilões famosos e imortais como o Coringa morrem sempre na cena final.
    Cineastas nunca leem histórias em quadrinhos.
    Parabéns de novo pelo post
    V.L.&.P.