meh.ro4386

Querido Vegetariano, você é um homem ou um rato?

Jeremy+clarkson_039f3c_5248001

Eu não tenho nada contra vegetarianos, na verdade eu adoro essa raça, a maior parte da minha dieta é composta deles. Os que falam é que são um saco.

Não digo o pessoal que vai comer seus matos e não enche o saco dos outros, mas os que andam de um lado pra outro com um ar de superioridade moral baseado no que come, uma atitude que deveria estar restrita ao George Clooney.

Um imbecil, ex de uma amiga minha ia nos churrascos da turma só pra reclamar do cheiro, e já teve em dia em restaurante onde o sujeito ficou reclamando do prato dos outros. “meu estômago não é cemitério”. Tive que levantar, ir até o churrasqueiro e encher o prato de linguiça e picanha mal-passada, voltar e sentar na frente dele.

Agora a turma que acha que seria um avanço se os prisioneiros em Auschwiz virassem vegans resolveu soltar uma baboseira também imensa:


13zY1Qd

Isso é de uma desonestidade intelectual imensa, no sentido que é desonesto dizer que quem posta isso é dotado de intelecto.

Artrópodes são o maior filo do reino animal, 80% de tudo que a gente chama bicho é artrópode. Abelhas são artrópodes, formigas são artrópodes, escorpiões são artrópodes, lagostas, caranguejos,  borboletas, todos são artrópodes.

viceroy-butterfly-lg
Artrópodes: Bichos nojentos, carniceiros sugadores de fluídos, parasitas que espalham doenças.

Associar a barata e o camarão por fazerem parte do mesmo filo é o mesmo que associar cachorros e sardinhas, ambos pertencem ao mesmo filo, cordados.

Dizer que artrópodes são catadores e decompositores de terra e por isso não são adequados ao consumo humano? Filho, adivinhe o que plantas fazem MUITO BEM: Isso mesmo, decompor nutrientes no solo e transformar isso na SUA comida. De resto, não, abelhas não são catadoras, aranhas não são carniceiras, nem escorpiões, nem lacraias-do-mar, o nome em português bem menos simpático pro Mantis Shrimp, aquele camarão que viu queridinho da Internet.

mantis_bumper_export_large

Quando a camarões carniceiros, vou contar um segredo: TUDO no mar se alimenta do que estiver dando mole. Um tubarão não vai ver uma baleia morta, pensar “argh que nojo” e seguir com fome. Uma sardinha não vai deixar de mordiscar o Jimmy Hoffa apenas por estar morto, vai aproveitar é a carne macia e floculenta.

Dizer que artrópodes são parasitas sugadores de fluídos que espalham doença e morte é colocar no mesmo saco libélulas, cigarras e vespas parasitas.

Aliás o nosso amigo vegetard chamou artrópodes de parasitas. Formigas, abelhas, e cupins acham graça, do alto de suas sociedades onde praticam agricultura e até escravidão.

A pior parte de associar baratas e camarões é que ignoram completamente a ciência (bem, são vegetarianos…).  Chamam de “primos”, como se a diferença entre os dois fosse basicamente adicionar água.

Vamos ver na real se essa proximidade é real? Pesquisemos então no Time Tree, um site (e uma app) excelentes para descobrir, baseados em artigos científicos qual o ancestral comum mais recente entre duas espécies.

Testemos com a barata comum, (Periplaneta americana) e o Camarão Rosa, (Pandalus borealis). Quanto tempo você acha que faz que os dois divergiram? Uma semana? 20 dias?

camaraoehamae

596 MILHÕES de anos. 596 milhões de anos atrás um bicho esquisito gerou duas sub-espécies que começaram a divergir e que hoje são camarões e baratas. Os vegetards estão chamando de “barata” um bicho que se separou delas 596 milhões de anos atrás.

Ou essa gente é pura má-fé, ou pura ignorância. Se for, pra ser burro assim o cérebro deles não deve ser maior que o de um rato.

Como? Maldade, calúnia?

 

ratos

Segundo o TimeTree o mais recente ancestral comum entre homens e ratos viveu 90 milhões de anos atrás.

É 7 vezes mais preciso dizer que um vegetariano é basicamente um rato do que falar que baratas e camarões são a mesma coisa.



Leia Também:

  • Sorte sua que você nunca teve problemas com os nazivegans. Comigo os cabelos sempre me dão azia.

  • Emerson

    Ha ha, que final sensacional! Parabéns, cara. Mais um ótimo texto.

  • Também tem aqueles que tentam te forçar a ver um daqueles documentários que mostram bois sendo tratados como gado nos matadouros. Quando eu argumento que a natureza é muito mais cruel que um matadouro, a resposta dele é que os animais na natureza não comem mais do que precisam. Vai entender.

    • AlanVertente

      Acho pouco provável que, na natureza, haja coisas mais cruéis, do que viver apenas 40 dias, praticamente sem dormir, num galpão abarrotado de frangos e morrer sem nunca ver a luz do sol. Ou ficar confinado num barracão de 4m2 para que a musculatura não se desenvolva, fazendo com que muitos porcos fiquem loucos e se mutilem. Fora aberrações como a produção de vitela. A natureza não é cruel, ela é simples e justa. Os únicos dias em que não se vê luz do sol, são os chuvosos, mas, ainda assim, ninguém decide quem não verá o sol, ele falta para todos.

      • Marcos Tsuna

        e parar de comer carne é a UNICA solução pra isso, ou a gente pode baixar uma fiscalização mais pesada nessa merda e dar condições melhores pros animais antes do abate?

        • AlanVertente

          Marcos, sim. Desde que abrimos mão de conviver com os animais e enfrentá-los num habitat compartilhado, a única opção que não implica em sofrimento e crueldade, é deixar de comer carne. Infelizmente as situações que mencionei não são exceção. São o padrão da criação de frangos e porcos, por exemplo.

          • Marcos Tsuna

            olha, ser a presa na natureza não é nem de longe algo livre de dor ou sofrimento. geralmente, os animais são comidos vivos, afinal, o predador não está preocupado em dar um fim calmo e tranquilo pra presa, e sim comê-lo. isso significa que não devemos ligar pro bem estar dos animais que comemos? absolutamente não.

            é esse meu ponto.

            é possivel sim dar BOAS condições de vida aos animais, e ainda assim consumi-los. eu concordo com vc 100% de que a vida de um animal de matadouro é horrivel, agonizante, deshumana. e eu concordo com você que isso deve sim mudar. mas eu não vejo por que devemos parar todos de comer carne.

          • AlanVertente

            Devemos parar de comer carne porque isso cessaria a demanda. Sem demanda, não haveria justificativa para se manter um matadouro. Esses negócios são mantidos apenas porque geram lucro, não para torturar animais. Sem demanda. Sem mercado. Essa regra vale para qualquer mercado: drogas, escravos, peças roubadas e carne.

      • yammarques

        Sei lá, eu acho um golfinho decapitar um peixe e usar o corpo pra se masturbar mais cruel, mas é só minha opinião.

        • AlanVertente

          Bem yammarques, vai por mim, a garantia de dignidade para o seu cadáver, não vale uma vida plena, livre e natural. Não quero chocá-lo, mas os animais não compartilham de valores como orgulho e vergonha.

      • Eu acho um filhote de gazela sendo comido vivo por um bando de leões bem mais cruel, mas tudo bem.

        • BielSilveira

          Já viu aquele macaco que “engana” as gazelas se fazendo de inofensivo, só para depois roubar os filhotes e comê-los vivos, lentamente?

    • Fausto Biazzi de Sousa

      Eu tinha uma pasta com fotos de pás de colheitadeiras de soja, sempre que tentavam me catequizar eu mostrava o quão limpo e pouco cruel com os animais silvestres a produção de grãos em escala industrial era.

      tinha de tudo, desde ratos e cobras até tamanduás e capivaras semi-triturados…
      geralmente isso resultava em ou o fim de um vegano chato (quando paravam de falar comigo sobre isso) ou de um chato (quando paravam de falar comigo.)

  • Adriano Garcez

    Esse texto responde à pergunta: “você é um homem ou um rato?”

  • Thales Fagundes

    Fico feliz em ver mais um post do Cardoso. Eu achava que isso aqui tinha fechado as portas.

  • AlanVertente

    Realmente, que jogadinha mirim esse papo furado de barata do mar! Qualquer criança quebra um argumento desses em dois minutos, usando a mesma internet que esse gênio usou para montar essa teoria. Infelizmente a internet não exige bom senso, apenas uma conexão e alfabetização mínima. E falando em bom senso, Cardoso, de onde você tirou essa tese sobre esses primos? Espero que tenha sido de uma senhora fonte. De um lugar que, no mínimo, é tido como representante dos vegetarianos que falam, para generalizar dessa forma.
    Eu sei que o papo dos vegetarianos deve soar cansativo. E reações como a sua são comuns. Os vegetarianos não foram os primeiros a serem chamados de chatos. Aconteceu com os amantes de escravos que queriam sua liberdade mesmo com o chamado risco de quebra da economia. Tambem aconteceu com os efeminados que achavam que mulheres deviam votar, também. Não seria diferente com os ecochatos que acham errado que os animais sofram. Há um longo caminho até que as pessoas entendam que o fato de alguém poder dominar outro ser, não lhe dá direitos sobre ele. Se desse, não haveria sequer um estuprador preso.

  • Cara, sou vegetariano, mas para mim foda-se o que o outro estiver comendo. Sério, não vejo necessidade de catequizar ninguém à comer algo que não goste, ou deixar de comer algo que goste.

    Na verdade nem dou muita bola pra direitos dos pandas e etc. Sou vegetariano apenas porque desde criança nunca gostei muito de carne, frangos e gado, e meu toc não permite que eu coma porco ou frutos do mar. Sei lá, acho nojento.

    • Filipe Assis

      E a xoxota?

      • Pergunta pra tua mãe.

        • Filipe Assis

          Difícil em vários níveis, primeiro porque não tem como falar com ela e segundo porque ela nem tem mais, já há alguns anos…

    • Adriano Garcez

      Quanto a frutos do mar, se eu pensar muito, não como.

    • Guilherme

      Conheço um cara que chama este TOC de confiança em Deus.
      Ele é judeu sim.

  • Hahaha, genial :D

  • apocalipsebrasil.wordpress.com

    Fico imaginando com seria a aparência física do ancestral comum entre o homem e o rato…

    E falando de vegetarianos, considero a esmagadora maioria uns xiitas. Não existe debate. Eles sempre se acham os donos da verdade.

  • Adriano Garcez

    Hahah… olhe só, que coisa. Fui banido do Instagram de um dos vegans mais radicais que há no Brasil: João Gordo. Pra um cara que sempre foi contra o status quo, vê-lo ficar irritado por um comentário inocente que sequer foi dirigido a ele foi engraçado. Até parece que dizer que vegetariano precisa repor vitaminas com suplementos fosse mentira.

  • Flávio Simões

    Hahahah Grande referencia ao Jimmy Hoffa hahaha

  • Doutor_Mongoloide

    Dizer que comer um camarão é a mesma coisa de comer seu “primo” barata é o mesmo que tentar argumentar com sua esposa que o casamento lhe deu o direito de pegar as primas delas.

  • Tio Faso

    Minha irmã é vegetariana há anos e vivia com esse papinho de superioridade. Levei um bom tempo para fazer ela superar isso e entender que ninguém é superior a ninguém na hora de comer, exceto Chiquinho Escarpa que só come caviar. (risos)

    Esse “trabalho” de reeducação deu tão certo que enquanto ontem eu fazia hambúrguer caseiro ela estava lá fazendo o cafezinho dela e não reclamou nada (antigamente ela chegava em casa 10h depois de eu ter feito carne e reclamava do “cheiro de defunto”…)

    No mais, o meu último comentário: QUE CARALHOS FOI AQUELE COMENTÁRIO SOBRE AUSCHWIZ?!?!? Queria ter lido o sabão que aquela pessoa recebeu depois de falar aquilo…

  • “Família dos artrópodes”. Biólogos devem ter espumado de desgosto após ler isso.

    Não é a toa que eu sempre sinto azia.

  • Douglas B. R.

    Concordo que o pessoal que fica o tempo todo falando sobre não comer carne são uns pé no saco dos outros, mais atrapalham que ajudam.

    Mas, uma coisa que seria bom quem não é vegetariano perceber é que dizer “cada um pode fazer as próprias escolhas sobre o que comer, mesmo outros animais”, soa, aos ouvidos dos vegerarianos por motivos éticos, da mesma forma que “cada um pode escolher se quer escravos ou não” ou “cada um faz sexo com quem quiser, mesmo que por estupro”.

  • Eu digo que podemos (e devemos) comer de tudo, sem desperdício; mas não é o que está acontecendo.

  • Martin Juan

    Venho de uma terra que em 2015 exportou 380,000 toneladas de carne para o mundo, onde a “parrillada” é o alimento normal do povo.
    Até hoje estou tentando calcular quantos navios se empregaram.
    Gosto de churrasco de novilho e de ovelha. Não gosto de porco nem de galinha, e menos de frutos do mar, mas gosto de sushi.
    Também gosto de todo tipo de saladas e frutas. Mas não detesto vegetarianos, até porque conheço um ou dois.
    Excelente post.
    Agora vou comer um bife com alho.
    VL&P.

  • Carlos José Da Costa

    Também fico de saco cheio com esse povo. Mas confesso que eu tenho essa regra alimentar, não como artrópodes (não, nem baratas…).
    Mas é pessoal e eu não me sinto superior por isso. Não por isso.
    Outra regra alimentar que tenho é não comer nem beber nada azul.

  • eciosf

    A teoria da evolução é questionavel tanto quanto esse post.