kitty

Desculpe, floquinho, mas o mundo não foi feito pra alguém tão bonito quanto você

24237_original

Dizer que o mundo está chato já se tornou lugar-comum. Até a militância dos Guerreiros da Justiça Social já se atualizaram, e com sua retórica maniqueísta típica dizem que isso é o equivalente a reivindicar o direito de ofender gratuitamente minorias.

Você sabe, “morreu odete” é o mesmo que “viados escrotos merecem a morte”. A maior parte do orçamento de Hitler e Stalin ia para os comediantes, e se Hitler não tivesse matado tantos judeus antes de aproveitar os textos, até teria sido bem-sucedido.

Na prática a histeria patrulhadora se tornou algo no mínimo ridículo. NINGUÉM comenta das 3 mulheres-bomba que mataram 140 pessoas na Nigéria ontem, mas se você postar um comentário indignado chamando de “vagabundas” a militância em peso cairá em cima. Mais de uma centena de mortes, ok. Ofender uma assassina, já morta, nem pensar.

A última prova dessa insanidade vem do personagem mais insano do Universo Marvel, o Deadpool.

Ele é a essência do Anti-herói. Um mercenário com poderes mutantes que trabalha para quem pagar mais. Tem seu código moral mas isso não o impede de manter a Cega Al em cativeiro. Nem de socar a Kitty Pride só para irritar o Wolverine.

kitty

O Deadpool matou um capanga da IMA apenas por.. gostar do Jar-Jar.

jarjar-binks-abomation-456

Deadpool é um assassino, sem remorsos, um piadista, cruel e sem escrúpulos. Não é um modelo a ser seguido. Ele funciona do mesmo jeito que o Dexter funciona. É uma catarse, é um filme de zumbis, o leitor se diverte sabendo que na vida real aquele comportamento seria altamente reprovável. Um exemplo? House.

Aí chegam os viadinhos da Superinteressante.

Essa corja criada de chocadeira direto pra faculdade de Humanas, que nunca leu nada que não tenha original em alemão e considera gibis pura alienação capitalista resolveu escrever sobre Deadpool, e o resultado foi… ridículo.

Em um texto com o babaca título “4 razões para Deadpool ser um excelente filme de herói – e uma que o desmorona” falam de como Deadpool é “problemático”.

“Em alguns casos, as piadas são ofensivas” errr…. sim? Um personagem politicamente incorreto tem que ser ofensivo, vilões tem que ser malvados, gente escrota tem que ser escrota. Deadpool é escroto, se vocês lessem um gibi na vida saberiam disso.

“em algumas ocasiões, o protagonista faz piadas que ofendem minorias” Filho, Deadpool ofende todo mundo, essa é a idéia.

“Em determinado momento, por exemplo, o anti-herói brinca com a possível homossexualidade de Batman e Robin. A sala inteira ri. Deadpool não precisava disso para mostrar que é irreverente”

Ou seja: O babaca pretensioso não entende o conceito de anti-herói, não entende que Batman e Robin gays é uma trope mais velha que a posição de cagar pra dentro e acima de tudo não entende que se a sala inteira riu e ELE não gostou, talvez o problema não esteja com TODAS AS PESSOAS DO CINEMA.

Pra completar a frutinha da Super solta:

“Fazer alguém que está indo ao cinema se sentir mal por ser quem é talvez seja um tiro no pé do qual o personagem não consiga se recuperar tão facilmente”

Ou seja: ELE, o floquinho de neve sensível, único e frágil se ofendeu com uma piada velha e por causa disso o filme deve no mínimo ter todas as cópias recolhidas e queimadas, junto com os roteiristas e o Ryan Reynolds.

O floquinho da Super, em sua suprema babaquice está querendo moldar o mundo à sua imagem, uma puta pretensão, diga-se de passagem. Ele não admite que pessoas gostem do que ele não gosta, não admite que o que ele acha ofensivo pra gente minimamente saudável mentalmente é apenas uma piada.

A sorte é que o mundo não deve nada para a Super Interessante e seus colunistas frágeis e delicados e preciosos. Para desespero deles as resenhas de Deadpool estão EXCELENTES e  já confirmaram a continuação.  Parabéns a todos os envolvidos.



Leia Também:

  • OzzY

    Acabei de sair do cinema, filme sensacional, piadas do inicio ao fim, toda a sala rindo demais. É muita vontade de se ofender dessas pessoas.

  • Jean

    Sinceramente, acho que a onda do politicamente correto é irreversível. Cada vez mais vemos idiotas ofendidinhos com qualquer coisa. Tudo tem que estar na cartilha, saiu um pouquinho, caem matando com suas tochas e fogueiras santas.

  • Gharcia

    E alguém lê Super Interessante.

    • Jean

      Poxa, eu gostava quando era muleque. Só depois da internet que fui ver que ela não era a brastemp toda que eu acreditava.

      • Gharcia

        Bom. A última que comprei devo ter pago em URV. Mas era legal nessa época.

        • Henrik Chaves

          Os primeiros 2-3 anos da Superinteressante foram excelentes. Tão bons que os exemplares continuam relevantes até hoje. Acho que as revistas antigas estão nos arquivos do site da própria Super. Se puder, revisite.
          Infelizmente a Super passou da data de validade. Há una 20 anos.

          • Gharcia

            A-ha-ha! Fato. E eu gostava daqueles arquivos como referência. O acervo deles vale muito pela nostalgia da época sem internet.

    • Jaffy

      Mudei para Scientific American.
      Galileu caiu no meu conceito também.

    • Sim, muita gente. Infelizmente.

  • Islan Oliveira

    Como diria o Away ao interpretar o professor Gilmar: Tudo criado na base de leite com pera e ovomaltine.

  • Rodrigo Menezes

    Eita povo chato! O filme é fantástico e ofende todo mundo!

  • Pedron

    Filmaço mesmo, esses mimizentos não sabem o que falam! Só queria saber quem foi o imbecil que estragou o personagem naquele filme merda do wolverine…

  • Henrik Chaves

    A Superinteressante perdeu a relevância há tempos. Os primeiros anos foram ótimos, mas a atual é de chorar, e em todos os aspectos.
    Uns anos atrás a Abril me ligou, em um visível gesto de desespero, perguntando se eu não queria voltar a assinar (nota: minha assinatura foi cancelada no fim dos anos 90… Ele me ligaram 10 fucking anos depois). E o cara realmente queria saber por que eu não queria voltar a ler a revista.
    Deu para sentir a tristeza dele quando dei os detalhes dos motivos… =(

    • Bruno Luiz k.

      Meu pai assinou a revista da Seleções (Reader’s Digest) por pelo menos 50 anos. Até começarem com aqueles artigos sobre emagrecimento. Era uma ótima revista, sempre nos traziam vários artigos interessantes e uma vez ou outra enviavam até um brinde. Por volta de 2000~1990, que nem vocês, também cancelamos a assinatura e da mesma forma ligaram faz uns 6 meses (2015);

      • Geraldo Lopes

        .

        Isto me faz lembrar dos floquinhos coxinhas que se sentiram profundamente ofendidos pela turma do Porta dos Fundos no vídeo “Delação”… os caras zoam tudo, e quando tiram um sarro da cara da Polícia Federal e sua parcialidade descarada, um bando de retardados caíram matando clicando no “não curti”.

        .

        • Bruno Luiz k.

          Não entendi Geraldo;

          • Geraldo Lopes

            Deixa-me explicar melhor Bruno… Existe um canal no YouTube chamado de “Porta dos Fundos”, onde um grupo de humoristas produzem vídeos satirizando diversos assuntos. Os caras fazem humor com tudo, desde temas religiosos, políticos, personalidades, etc. O caras zoam tudo…

            Aí, bem naqueles dias em que a Globo passava todo o Jornal Nacional falando da Operação Lava-Jato com o Juiz Moro querendo de todas as formas achar algo que incriminasse o PT, e principalmente o Lula.

            Lembra quando aparecia outros nomes de políticos que não eram ligados ao Partido dos Trabalhadores, nem o Juiz Moro mandava investigar, nem a Globo e a Veja davam notícias e ficava por isso mesmo? Então, os caras do canal Porta dos Fundos fizeram um vídeo chamado “Delação” que ironizava a Polícia Federal interrogando um suspeito.

            Muitas pessoas se sentiram “ofendidas” pelo fato da zoação da PF e sua parcialidade e caíram de pau no pessoal do Porta dos Fundos. Se deseja melhor entender, entra no YouTube e procure pelo vídeo do Porta dos Fundos chamado “Delação”. Se também sentir-se ofendido, pode voltar aqui e me xingar bastante… OK?

          • Bruno Luiz k.

            A bom, obrigado pela explicação. Mas não me senti ofendido por que humor é humor. Brasileiro é que não entende direito.

        • Bruno

          É, foi por esse motivo mesmo, campeão…rs

      • Fernanda Lizardo

        Trabalhei no editorial da Seleções… A queda na qualidade do conteúdo reflete diretamente a displicência com que a revista passou a ser tratada pela equipe. Uma vez, inclusive, aconteceu um episódio curioso… Num dia de fechamento da edição de março de 2008, fiz a revisão de uma das seções fixas pela qual eu era responsável (“QI Médico”). Quando a referida edição chegou na redação, já impressa, percebi que alguém tinha metido a mão no material sem me avisar e colocado outra coisa. Só que esta “outra coisa” era uma duplicata da mesma seção da edição de janeiro (ou seja: se você pegar a seção QI Médico da edição de janeiro de 2008 e de março de 2008, vai ver que é a mesma página). Apenas dois meses de diferença e NINGUÉM percebeu, nem mesmo o editor-chefe. Foi aí que parei de me enganar e vi que há muito tempo eu estava numa equipe que sequer se dava ao trabalho de ler a revista que fazia — eu era a única que demonstrava algum interesse. Meu tesão foi a zero. Saí de lá naquele mesmo mês de março.

        • Bruno L.

          Melhor momento era quando enviavam um livro de capa dura com uma coletânea de historias, ainda tenho vários na estante. Muito ruim saber que a editora em que me fez pegar gosto pela leitura (por serem historias curtas e simples para a minha idade), hoje nem se da ao trabalho de editar a própria revista.

        • Primeiro foi a SuperInteressante, depois a Reder’s Digest.

          Só espero que a SciAm não siga o mesmo caminho.

  • Alef Alves

    Filme é ótimo e as piadas machistas e homofóbicas do Deadpool mostra o personagem puro e real, não tem problema nisso, MESMO! Mas precisa você ser homofóbico e preconceito cardoso? pqp que lixo de artigo em! Cara solitário da porra!

  • AfterBurner

    Essa Super Interessante é praticamente uma Fatos Desconhecidos em papel, só bobagem.

  • Merc with a mouth

    Cadê os “fãs do politicamente incorreto”? Para mim estão parecendo mais umas mocinhas choronas. Foi só um artigo com a opinião de UM qualquer sobre um grande filme! Para que esse chororô nos comentários? Essa raivinha (ui que ódio dele, feioso).

    Parecem crianças chorando porque criticaram o ídolo: “Leave Britney alone!”
    https://youtu.be/Urv3tIfsnfs

    BANDO DE CHORÕES! HONREM O REI DO SARCASMO, FLOQUINHOS!

    • Luiz Pinheiro

      Sério, cara, vc deve ser o autor da bosta da matéria ou então a mãe dele pra se dar ao trabalho de vir dedendê-lo até aqui. É muita butthurt, só pode ser pessoal. kkkk

      • Merc with a mouth

        Olha só, você por aqui! Estava morrendo de saudades.
        O que gosto mesmo é de rir de quem se acha superior e no entanto ficam chorando feito bebês por uma PORRA DE UMA CRITICA BOSTA!

        Amo ver os “cavaleiros do politicamente incorreto” erguendo suas espadas para defender o direito de expressão e fazendo isso chorando sobre outro direito. Dá até vergonha. Deadpool riria muito da situação, e é o que estou fazendo. Divirta-se cara.

        • Luiz Pinheiro

          Zzzzz…

          • Merc with a mouth

            Flies…

    • Jean

      Cara, você me fez pensar, e no final eu vi que você tem razão.

      O foda é que essa onda do politicamente correto consiga interferir nas próximas produções. Por exemplo, o chororô ser tão grande ao ponto do próximo deadpool ser politicamente correto. Já pensou, sem as piadinhas infâmes?
      Não tem muito tempo o Rafinha Bastos fez uma piadinha sem graça e quase se fudeu. Repito, piadinha sem graça, mas quase se fudeu porque ela foi contra a cartilha.

      • Merc with a mouth

        Com relação ao que disse sobre uma possível censura, infelizmente tem toda razão. Quero acreditar que não acontecerá, mas é bem provável. Só não vejo como reclamar em um site possa ajudar isso. Soa para mim como um “cale a boca, não fale isso”. E esse tipo de censura, ao meu ver, é exatamente igual a outra. As pessoas têm que aprender a conviver com os pensamentos diferentes, não “dar piti” a cada opinião contrária. Por isso me irrita todo esse “choro”.

        • Jean

          hahaha, não me levem a mal, mas que aula que você me deu, concordo com o que você disse. Sou um dos “chorões” da velha guarda. Cresci num mundo diferente, onde essa de politicamente correto não existia. Ainda sou daqueles que vê um velho amigo na rua grita “E ae seu boiola, dando muito o rabo ainda?”.
          Vivendo e aprendendo, valeu fera.

        • Luiz Pinheiro

          Cara, entendi seu ponto de vista. Mas, se formos seguir seu pensamento o mundo para. O que move o mundo são discussões. O autor da matéria tem todo o direito de se escrever uma matéria ruim, mas as pessoas também têm o direito de reclamar. Isso não é censura. Censura seria o pobo clamar para que a tal matéria fosse apagada e algum editor fazê-lo. Não sou dos que acham que as coisas não têm limite, mas você concorda que isso foi frescura ao extremo, uma coisa quase caricata publicará de maneira séria em uma revista que influencia muito os jovens. Para mim, as críticas foram merecidas.

    • Martin Juan

      PQP! Ela está certíssima! Chorei junto, coitadinha da moça. Cardoso, me passa o telefone dela, que vou tentar consolá-la!!

  • Esse cara merece ouvir o que o Mr. Chow tem a dizer: https://www.youtube.com/watch?v=sSQ85ryb2Q0

  • Esse texto da Super foi extremamente descartável, não sei como alguém pode ganhar para escrever aquela merda.

  • NandoCanedo

    Os editores da Superinteressante já devem estar encomendando nova matéria de capa sobre a Maconha e seus benefícios pra agradar o novo público deles

    • Andre Nunes

      Maconheiros dizem que a erva cura tudo. É quase o remédio universal. Quem sabe se já não estão testando ela no combate ao zica vírus.

      • Alexandre Souza

        Mas e OBVIO que cura.

        – Usuario fuma maconha e fica doidao
        – THC vai pro sangue
        – Mosquito chupa o sangue
        – Mosquito fica doidao, voa e da com a cara na parede
        – Mosquito morre, Dilmaria Cristina fica feliz.

    • Arthur Santos

      Foda que o povo faz a questão de NÃO falar é, não é fumando que a maconha vai curar.

    • Reinaldo Matos

      Passei um dia desses por uma pixação que dizia “Uma erva natural, não pode fazer mal…”

    • Ainda não chegaram a isso, porém lançaram uma matéria perguntando o que aconteceria se a gente usasse 100% do cérebro.

  • Diego de Paula

    Imagina um Guardiões da Galaxia com a liberdade que o Deadpool tem!

    • Reinaldo Matos

      Agora que falou, comecei a rir sozinho lembrando da cena em que Rocket pede a protese do cara apenas porque seria engraçado ver ele pulando… hahaha

  • Martin Juan

    Cardoso, não assisti AINDA o filme, que sem dúvida vou gostar, apesar de não estar familiarizado com o personagem, já que não acompanho os quadrinhos da Marvel, e ultimamente tenho negligenciado até os da DC.
    Agora você está certo, os caras nunca leram um gibi, e vão criticar o que não conhecem.
    Comparo-os com os caras que nunca leram Batman na vida e aplaudiram como idiotas a morte do Coringa no filme de Michael Keaton. Parabéns.
    VL&P

  • A piada do Batman e do Robin é tão clássica que eu a coloquei no meu convite de casamento: http://www.incautosdoontem.com/2011/07/convite-de-casamento.html

  • Maike C Gagliotti
  • Maike C Gagliotti

    https://www.youtube.com/watch?v=qRvGKe1Elkc
    Pessoal, adorei o canal desse cara, muito bom resolvi compartilhar com vcs.. grande abraço.

  • Maike C Gagliotti
  • Reinaldo Matos

    Imagina se fizessem um filme baseado em “The Boys”, seria o fim dos tempos para a menina…

    Quantos anos a criança deveria ter? Não assistia Os Trapalhões entre a decada de 80 e 90? Não chegou a comer cigarrinhos de chocolate onde tinha uma criança negra na capa fazendo pose de quem estava fumando?

  • marcos

    Olá sou Marcos do site http://www.euquefizzz.com.br e gostaria de fazer uma proposta comercial, qual email devo entrar em contato ? Obrigado.

  • Marcos
  • El

    Um ofende.
    Outro se sente ofendido.
    Outro se sente ofendido pela ofensa alheia.
    Outro se sente ofendido pela ofensa do que ficou ofendido pela ofensa alheia.
    Boa viagem…